Logo nuclevet2.gif

LIGUE: (11) 94473.7112

DICAS DE VERAO CAPA.png

A estação mais quente do ano já está chegando e com certeza essa é a melhor época para curtir a praia ou uma piscina com nossos melhores amigos. E é claro que, com o calor nossos pets precisam de cuidados especiais. No verão a atenção com nossos bichinhos deve ser redobrada.

 

Os cuidados com os animais no clima quente vão muito além da hidratação e por esse motivo preparamos algumas dicas para você e seu pet aproveitarem o verão da melhor forma!

 

VACINAS EM DIA

 

A vacinação atualizada é indispensável para viajar com o pet ou hospedar ele em algum hotelzinho, além de ser também solicitada para creches. As vacinas obrigatórias para os cães são a antirrábica e a V10 ou V8 (vacinas polivalentes),  e para os gatinhos a antirrábica e a polivalente felina (V4 ou V5).  Além dessas, podem também ser exigidas para os cães as vacinas contra Giardiase Canina, Leishmaniose e Gripe canina (Tosse dos Canis), dependendo do destino de hospedagem.

Além da exigência para a hospedagem, as vacinas são de extrema importância para manter seu pet protegido principalmente durante a viagem, para que tenham férias tranquilas e sem maiores preocupações.

 

CHECK UP ANTES E APÓS AS FÉRIAS

 

Indicamos a realização de exames de rotina antes e depois da viagem. Também é de extrema importância a avaliação clinica para confirmar se seu pet está apto para viajar, além de programar com seu veterinário qual será o melhor protocolo para manter o bichinho seguro durante as férias (vacinas, anti-pulgas e carrapatos, uso de protetor solar, etc).

 

CUIDADO COM OS PARASITAS!

 

A incidência de parasitas como pulgas, carrapatos e mosquitos aumenta muito no verão e por isso devemos garantir a proteção contra esses insetos para os nossos pets.  Os métodos preventivos incluem pipetas, medicamentos via oral ou coleiras antiparasitárias. Para definir qual o melhor método para o seu pet converse com o médico veterinário.

Além do controle de pulgas e carrapatos, é de extrema importância a vermifugação atualizada.

 

HORÁRIO DOS PASSEIOS

 

O asfalto quente pode causar queimaduras sérias na pata dos pets. Por esse motivo, o ideal é programar os passeios para início da manha e/ou final da tarde, antes das 10 horas e após as 18 horas. Nesses horários o clima tende a ser mais fresco e o sol não está tão forte.

Além disso, a exposição ao calor em excesso pode fazer com que a temperatura corporal dele suba muito causando mal-estar e hipertemia, podendo inclusive levar o bichinho ao óbito. Se o pet estiver ofegante ofereça água e borrife água nas patinhas para ajudar no calor. Caso ele continue muito ofegante, interrompa o passeio e leve-o para um ambiente mais fresco.

 

ATESTADO DE SAÚDE PARA VIAGENS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

 

Para viajar de ônibus ou avião, independente do destino, é preciso de um atestado de saúde assinado pelo médico veterinário, além da carteirinha de vacinação atualizada. Para destinos internacionais o processo de emissão do atestado de saúde é mais complexo e deve ser iniciado com maior antecedência, uma vez que todo o processo pode levar cerca de 90 dias.

Vale conversar com o médico veterinário para saber quais os passos para a obtenção do atestado e se serão necessários exames adicionais para a emissão dele. Em alguns países, a implantação do microchip para liberação do atestado para viagem também é obrigatória.

 

CUIDADO COM BRAQUICEFÁLICOS

 

Os animais braquicefálicos (de focinho “curto” ou “achatado” como os Pugs, Shihtzu, Buldogues, etc) precisam de maior atenção pois sofrem muito com as altas temperaturas. Seu focinho mais curto faz com que tenham maior dificuldade para respirar, comprometendo a liberação de calor. Isso pode levar ao aumento da temperatura corpórea, podendo evoluir para desidratação, desmaios e até convulsões.

Para esses pets é importante ficar de olho, mantê-los muito bem hidratados e, sempre que possível, em locais frescos.

 

HIDRATAÇÃO

 

A hidratação é extremamente importante. Devemos incentivar nossos pets a ingerirem bastante água. Espalhar vários potes de água pela casa e trocar a água mais de uma vez ao dia, mantendo-a sempre fresca pode fazer com que o pet tenha mais interesse em consumi-la. Outra dica é oferecer gelo feito de água ou água de coco para que brinquem e se hidratem. Os bebedouros que são como fontes também são boas opções.

 

E SE FOR VIAJAR DE CARRO

 

Se for realizar uma viagem de carro é importante transportar o animal dentro de caixas adequadas ou presos ao cinto sempre no banco traseiro. Além disso, os pets podem enjoar com o movimento do carro e ter episódios de vômito, por isso há a necessidade de passar em avaliação com o veterinário para orientações de medicação adequada para o enjoo.

O ideal é alimentar o pet três horas antes da viagem. Nas viagens mais longas (de mais de 4 horas) ofereça água. Se for mais longa, é recomendado fazer paradas para que seu pet possa fazer xixi.

 

Para esclarecer suas dúvidas e ter férias tranquilas agende uma consulta com nossas veterinárias!